Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PiiCiE Mora

#euaprendocomPiiCiEMora

#euaprendocomPiiCiEMora

#DiaMundialdasCompetênciasdosJovens

15.07.20, PiiCiE Mora

competencias.png

O Dia Mundial das Competências dos Jovens comemora-se a 15 de julho.

A data foi instituída pela ONU - Organização das Nações Unidas em 2014 e celebrada pela primeira vez em 2015. O objetivo desta data passa por alcançar melhores condições socioeconómicas para os jovens como uma forma de enfrentar os desafios do desemprego e do subemprego.

O destaque da efeméride vai para as habilidades dos jovens e para a importância delas à escala global. Por todo o mundo são realizadas atividades que colocam as competências dos jovens no centro das atenções.

jovens

A ONU estima que a população jovem desempregada é de 75 milhões e que os jovens têm 3 vezes mais probabilidades de ficarem desempregados do que os adultos. Um em cada cinco jovens (125 milhões) está a trabalhar, mas a viver em condições de extrema pobreza .

O reconhecimento destes problemas e a implementação de diferentes programas pelos Governos e pelas instituições visam assegurar a absorção dos jovens no mercado do trabalho.

A ONU destaca a importância dessa comemoração como forma de mobilizar as pessoas para a valorização das competências dos jovens no progresso das nações, acreditando que somente assim seja possível investir nos jovens e garantir, entre tantos outros aspectos, ensino de qualidade e a redução da pobreza.

Em Portugal os jovens são a geração mais qualificada de sempre e a que mais sofre no acesso ao mercado de trabalho. A taxa de desemprego é mais do dobro da dos seus antecessores.

Valores sociais

3,1 milhões de portugueses têm menos de 29 anos. Em 1975 eram 4,6 milhões

79% dos jovens frequentavam o ensino secundário em 2016/17. Em 1992, eram 40%

2500 é o número de jovens portugueses que se candidataram ao Corpo Europeu de Solidariedade, rede de procura de emprego ou voluntariado na área social. Portugal foi o terceiro país na UE com mais candidatos

Os desafios de uma geração

São os mais escolarizados, conectados e preocupados com o ambiente

Emprego
É o grande desafio dos jovens portugueses. Embora se trate da geração mais qualificada de sempre no nosso país, os jovens portugueses são os mais afetados pelo desemprego. A grande dificuldade está na faixa etária dos 25 anos, cuja dificuldade em aceder ao mercado de trabalho não deixa dúvidas: a taxa de desemprego é de 20%, muito acima da média da UE.

Família
Portugal é o sétimo país da Europa onde a emancipação dos jovens em relação aos pais acontece mais lenta e tardiamente. E quando o fazem no topo das suas prioridades está a ideia de constituir família. Apesar disso, os jovens portugueses casam-se cada vez mais tarde, têm filhos mais tarde, muitas vezes sem estarem formalmente casados.

Pobreza
Se o acesso ao mercado de trabalho é difícil, o risco de pobreza aumenta. Os jovens até aos 18 anos são dos grupos mais vulneráveis em Portugal: em 2017, segundo estatísticas oficiais, 22,4% dos jovens portugueses nesta faixa etária estava em risco de pobreza. Segundo um relatório da Cáritas Europa, de 2018, Portugal não foi capaz de quebrar os ciclos de transmissão da pobreza. Os efeitos observam-se na educação, no mercado de trabalho e na habitação.

Fonte: Público.pt

#euaprendocomPiiCiEMora  #FiqueEmCasa